Nunca foque apenas em uma mídia social

Facebook e Instagram deixaram usuários na mão durante 10 horas. Como vai a sua estratégia?

Woman using a smartphone social media conecpt

Nunca coloque todos os ovos na mesma cesta.

Esse ditado popular serve como ponto de partida para discutirmos um erro clássico que é utilizar ou dar prioridade apenas para uma mídia social para disseminar o seu conteúdo. Não foi a primeira vez e nem será a última. Na semana passada, muitos ficaram na mão quando Instagram e Facebook permaneceram fora do ar por pelo menos 10 horas.

Imagine o problema de quem vende apenas pelo Instagram. Loja fechada durante 10 horas. Qual o tamanho desse prejuízo? Incalculável, não é mesmo? E se a sua marca postava apenas no Facebook? 10 horas sem nenhum conteúdo. Tinha agendado uma live bem naquele dia? Que falta de sorte, não? Errado! Falta de estratégia!

MEIO BILHÃO DE PESSOAS UTILIZAM O STORIES DO INSTAGRAM

O mais engraçado é que, no Brasil, todos se lembram do Twitter apenas quando Facebook e o Instagram saem do ar. Você vai correndo checar nos Trends o que aconteceu e papum! lá estão Face e Insta no topo dos assuntos mais comentados. Da próxima vez tente levar seus seguidores também para o Twitter, que bomba em situações de risco como essa.

É importante estar presente em um número considerável de mídias e por favor, não vamos esquecer que o conteúdo em cada uma delas nunca deve ser o mesmo; cada uma tem a sua linha editorial, o seu público específico e exige, portanto, planejamento e estratégia distintos.

Muitos esquecem que além das mídias sociais as listas de email são o coringa em momentos de apagão. Já imaginou se um dia o Zuckerberg estiver com tédio da vida milionária que leva e resolver apertar o botão vermelho? Adeus a todos os seus seguidores do Facebook que deveriam estar também numa lista de emails.

INSTAGRAM LANÇA FERRAMENTA DE CHECKOUT

Quer uma dica? Quando chegar um novo seguidor converse com ele. Ofereça um link para o recebimento de uma curadoria de conteúdo que contemple suas principais necessidades. Ele vai ficar muito grato, primeiro porque você não utilizou a automação para entrar em contato; segundo, ele vai descobrir que você é uma pessoa de verdade e terceiro; ficará muito grato pelo conteúdo que você enviará gradativamente a ele.

Resumo da ópera: nunca foque apenas em uma mídia social e sempre, sempre capture o email de seus seguidores, você nunca sabe até quando eles estão por ali antes do próximo apagão ou mesmo quando alguém resolver apertar o botão vermelho.

Na dúvida, nunca esqueça do ditado: nunca coloque todos os ovos numa cesta.

Receba nossa curadoria de conteúdo digital. Cadastre-se agora mesmo: http://bit.ly/curadoria_digital_educators

Linkedin chega a 610 milhões de usuários e engajamento dispara

O Linkedin anunciou que a maior rede social de network alcançou a incrível marca de 610 milhões de usuários conectados e interagindo na plataforma a procura de novas ideias e oportunidades de trabalho. Somente no Brasil já somos 36 milhões de usuários, como mostra o infográfico abaixo:

Embora não tenha (injustamente) a mesma atenção dispensada pelo planejamento estratégico digital como têm Facebook e Instagram, o Linkedin criou um nicho de mercado muito, mas muito específico e está ampliando, dia após dia, seu alcance e gerando maior interesse tanto dos usuários quanto das empresas.

Recentemente o Linkedin remodelou sua ferramenta para aplicações em Company Pages e está maximizando esforços para facilitar o trabalho dos profissionais que atuam com marketing digital.

Ainda focado na atração de negócios B2B, o Linkedin está correndo atrás de formatos para também abocanhar o mercado B2C. Já está em estudo a implementação de uma ferramenta semelhante ao Stories, do Instagram.

O custo por clique ainda é um grande entrave a ser vencido quando comparado com o valor em outras plataformas como Facebook e Instagram. Entretanto não há melhor rede social para incluir no planejamento estratégico digital se o seu objetivo é dialogar com empresas e executivos.

Receba nossa curadoria de conteúdo digital. Cadastre-se agora mesmo neste link: http://bit.ly/curadoria_digital_educators

 

Meio bilhão de pessoas utilizam o Stories do Instagram

O Facebook acaba de divulgar um balanço das suas redes sociais que traz um dado impressionante: 500 milhões de pessoas utilizam o Stories diariamente. Se esse número já é incrível, o que podemos dizer então da soma dos aplicativos do Facebook, que juntos, tem a ferramenta Stories utilizada por 1,25 bilhão de pessoas, como mostra o gráfico abaixo: 

É, sem dúvida, uma péssima notícia para o Snapchat, criador do formato Stories e que agora está vendo desesperadamente sua plataforma minguar. O fato é que cada vez mais e mais pessoas estão se identificando com o modelo de compartilhamento de histórias tanto do Facebook quanto do Instagram. 

Do ponto de vista comercial, o Stories se firma como uma das principais ferramentas para impulsionar vendas e gerar engajamento. Se você ainda não considerou o formato em sua estratégia digital está perdendo tempo e dinheiro. Para os Jornalistas que trabalham com Gestão de Redes Sociais já não é mais possível deixar o Stories de lado na hora do planejamento de conteúdo.

E por falar em conteúdo, é importante tomar alguns cuidados na hora de compartilhar os posts. Vídeos espontâneos geram mais autenticidade e são a cara do Stories. Mas cuidado! Um vídeo muito longo pode provocar vários cortes e fazer com que a audiência perca o interesse e vá caindo conforme sua exibição. 

Outra possibilidade é a ferramenta de perguntas e respostas. É incrível! Gera engajamento, autoridade de marca e desperta a curiosidade dos usuários. A gente vai falar mais sobre Stories aqui no Blog e também no Instagram. Fique ligado! 

Quer receber nossa newsletter que traz uma curadoria de conteúdo para quem trabalha no mercado digital? Então cadastre-se agora mesmo: http://bit.ly/curadoria_digital_educators